Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Imigração

Os documentos sobre imigrantes europeus estão entre os mais solicitados pelos frequentadores do Arquivo Histórico, principalmente por quem busca registros dos antepassados que aqui se estabeleceram. Os códices que registram as concessões de lotes de terras são uma possibilidade para atender a essas necessidades. Entretanto, para muitos, os vestígios dos antigos imigrantes configuram-se como objeto de pesquisas para além da genealogia. Nesse caso, a diversidade onde podem ser encontradas referências é múltipla, como podemos exemplificar, a seguir, com alguns exemplos (não os únicos) de Fundos Documentais:

- Imigração, Terras e Colonização - Grupo documental com a maior quantidade de informações relativas aos imigrantes. Abrange documentos de 1824 a 1908, com registros da entrada de imigrantes em diversas colônias; correspondências do Agente Intérprete e dos Agentes de Colonização na Europa; da Hospedaria de Imigrantes; da Repartição Geral de Terras Públicas; da Comissão Especial do Governo; da Delegacia da Inspetoria de Terras Públicas e Colonização; da Superintendência dos Negócios de Terras Públicas e Colonização dos Juízes Comissários

- Feitoria do Linho Cânhamo - Correspondências e relatórios do Inspetor de Feitoria (até o ano de 1825)

- Secretaria da Agricultura - Livros de registro de despesas da 1ª e 2ª Seções da Diretoria de Obras Públicas, Terras e Colonização de títulos provisórios e definitivos de propriedade; livros de conta-corrente de colonos das  Comissões de Terras; correspondência e livros de registro da arrecadação da dívida colonial da Diretoria de Terras e Colonização; correspondência das comissões de medição de lotes; registro de imigrantes e cadastro de colonos e prazos coloniais de diversas diretorias de colônias.

- Autos de Medição de Terras - Autos de Medição referente às leis de 1850 e 1859.

- Documentos de Governantes -   Alvarás, cartas régias e  imperiais, provisões e outros atos do Governo Central. (1744-1953).

- Guarda Nacional - Cartas patentes, correspondências, registro de matricula de oficiais, atas, etc. (1835-1899)

- Instrução Pública - Correspondências, atas, listas de freqüência de aulas publicas (1820-1929)

- Iconografia - Álbuns de fotos, álbuns impressos, portfólios e fotos avulsas  (Séc. XIX e XX).

- Justiça -  Correspondências, processos, protocolo de audiências, livro de registros diversos (1809-1925).

- Minutas de Secretarias -  Correspondências diversas da Secretaria do Interior e Fazenda, Secretaria do Interior e Exterior, Secretaria de Estado dos Negócios do Interior, Secretaria de Estado dos Negócios do Interior e Justiça, Secretaria de Educação e Saúde Pública, Secretaria de Educação e Secretaria de Educação e Cultura  (1890-1951)

- Polícia -  Correspondências de autoridades policiais diversas com o governo estadual; registros de prisões, etc. (1846-1989)

- Requerimentos -  Solicitações diversas (1758-1946)

- Autoridades Municipais -  Correspondências referentes a Câmaras, Intendências e Prefeituras Municipais. (1811-1939)

- Eleições - Correspondências, livros de registro de atas (1833-1975)

- Arquivos Particulares – Procedentes de doações efetuadas por familiares ou pela própria pessoa que colecionou os documentos. Neles encontram-se registros, tanto de atividades informais, como a troca de cartas, como documentos oficiais que ficaram sob a guarda de particulares. Um exemplo é o Arquivo Particular de Julio de Castilhos, onde se registra a presença de imigrantes e seus descendentes por intermédio de reivindicações, solicitações e menções diversas.

- Documentos cartográficos – Plantas de medições de lotes (1878-1922)

- Obras Públicas – Principalmente nas divisões Diretoria de Obras Públicas, Terras e Colonização (1895 a 1928, incluindo mapas dos movimentos de imigrantes), Comissões de Terras – correspondência e papéis diversos (1891 a 1929) e Cadastro de lotes coloniais (1870-1939)

2 comentários:

  1. Ola. Eu tentei enviar o e-mail a seguir no endereço "agendamento-ahrs@sedac.rs.gov.br" mas o mesmo retornou:
    Prezados senhores, Bom dia. Meu nome é Walfrido, moro em Joinville/SC, e gostaria de saber como faço para pesquisar dados de entrada do meu Bisavô Thomaz Hock, que veio como Imigrante da Alemanha por volta de 1883, e tornou-se colono em terras no Rio Grande do Sul?
    Desde já agradeço a atenção.

    Sendo isso por hora; um forte abraço e paz.
    Walfrido Orlamünder
    47 3426-1537

    ResponderExcluir
  2. Oi Walfrido. Se tu ainda não foi atendido, tenta pelo e-mail agendamento-ahrs@sedactel.rs.gov.br . Saudações.

    ResponderExcluir