Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Hasta siempre, Universindo Diaz!


No último domingo, dia 2 de setembro, faleceu em Montevidéu, devido a um câncer na medula, o historiador Universindo Rodríguez Díaz. A Equipe do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul lamenta imensamente a perda deste incansável lutador tão importante para a nossa história.
Universindo, militante do Partido por La Victoria del Pueblo (PVP), foi seqüestrado em 1978, juntamente com Lilian Celiberti e as crianças Camilo e Francesca, em Porto Alegre. O episódio, conhecido como “seqüestro dos uruguaios”, foi resultado de uma ação conjunta entre a polícia brasileira e uruguaia. Sua investigação foi possível devido à denúncia anônima feita ao repórter Luís Cláudio Cunha, que foi ao local, juntamente com o fotógrafo J. B. Scalco, testemunhando o fato. Nessa investigação, também foi fundamental a participação dos advogados da OAB/RS, especialmente do advogado Omar Ferri. Por todas essas circunstâncias, Universindo, Lilian, Camilo e Francesca, escaparam da morte e possível desaparecimento. Esse episódio foi fundamental para o conhecimento da Operação Condor (aliança secreta entre as ditaduras argentina, brasileira, chilena, paraguaia e uruguaia).
Como historiador, Universindo trabalhou no resgate da história da ditadura uruguaia, bem como dos países vizinhos. A exemplo de Universindo, nós do Arquivo Histórico do RS, sabemos que a luta pela MEMÓRIA, VERDADE e JUSTIÇA continua! Por isso, saudamos: hasta siempre, Universindo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário